quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Por debaixo da pele!


O amor assusta o medo. As palavras que te digo vêm de longe. Passam por mim como se não fosse ninguém. São flechas a rasgar o ar em volta. As palavras que te escrevo são tuas muito antes de serem minhas. És tu que as escreves em mim. Por debaixo da pele.

Pedro Paixão

Sem comentários: