segunda-feira, 28 de outubro de 2013

"Às vezes leio sem perguntar nada". E.Lourenço






Sentaram-se na areia e descalçaram os sapatos
Puseram-se a contar pelos dedos os barcos
Que faltariam para chegar o verão

Nenhum deles falava. Tinham passado juntos
Algumas noites, num quarto sem  vista. E, embora 
Julgassem o contrário, não conheciam um do outro 
muito mais que isso.

Estavam ali sentados para ver se acontecia alguma coisa.

No verão
Alguém viria forçosamente buscá-los.



Maria do Rosário Pedreira, 2012:31, 
Poesia Reunida.


Sem comentários: