segunda-feira, 15 de julho de 2013

Rembrandt Harmenszoon van Rijn




"A Lição de Anatomia do Dr. Tulp" tornou-se a obra de arte mais conhecida da anatomia do corpo humano. Um quadro com alguns detalhes interessantes.

Desde o nome do autor e data de conclusão da obra num quadro de uma parede, numa tentativa de tornar a obra imaculada;Um dos alunos tem na mão um papel que se achou seriam o nome de músculos do antebraço e não é mais do que a lista dos alunos presentes na sala; um dos erros da obra é o local onde nascem os músculos flexores superficiais que aqui nascem do epicôndilo lateral e deveriam ser originários no epicôndilo médio do úmero. O corpo é de um ladrão que foi enforcado e acredita-se que o braço esquerdo  não pertence ao corpo dissecado, mas ao de um outro cadáver. Nota-se bem que é maior que o direito.

Também, segundo o RX  que se fez à obra, mostra que inicialmente a mão direita do cadáver não tinha dedos. Rembrandt pintou-a baseando-se na mão de outra pessoa;uma mão parece que diferente daquela que seria a de um vulgar ladrão. Era usual cortar-se a mão direita aos ladrões em vida, nesta altura na Holanda.


Uma grande obra para quem estuda a história da Medicina.

2 comentários:

via disse...

Boa homenagem a Rembrandt. o quadro é fabuloso.

cs disse...

Obrigada:)