sábado, 29 de junho de 2013

Celestial

Quando tentei ser santo,
Queria apenas ser um santo
Sem compromisso
De fazer milagres.

Seria uma espécie de santo avulso,
Desses que permanecem
Desconhecidos no céu
E que só vêem Deus
De muito longe,
Sem direitos a carro oficial


Álvaro Alves de Faria


Sem comentários: