terça-feira, 23 de abril de 2013

Tediologia


O tédio é uma doença. Tem vários graus. Diferentes sintomatologia que permite a sua inclusão, ou não,  numa qualquer tabela classificatória que a ciência construiu e ofereceu à medicina como verdade. Eu sofro de tédio médio com tendência expressiva para grau elevado.

Logo eu que tive um sarampo grau 1, uma rubéola grau 1, umas inflamações das amígdalas que quase nem de antibiótico precisavam. Mas o tédio. O tédio deu-me forte.

O meu tédio é aquele que eu sinto que não vale a pena fazer nada. 
Lamentavelmente, agora tinha a oportunidade de muito fazer mas sou consumida pela forte vontade de não fazer nada.

2 comentários:

Carlos Azevedo disse...

Muita força!!! :-)

Por exemplo, eu hoje estou num dia assim, pois estou com vontade de fazer tudo e mais alguma coisa, mas nenhuma dessas coisas é aquilo que eu tenho que fazer. De vez em quando não faz mal; é até saudável. Só não podemos deixar que se torne um hábito (e é mais fácil dizer do que fazer, bem sei).

Anónimo disse...

Tenho estado exatamente assim há vários dias... Falta de sonho, falta de crença no futuro, falta de vontade... Falta de forças para continuar. :( estamos em sintonia.
?
Ânimo, sim? Bjs Ysaura