quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Anamar - o regresso

Sou do tempo da Anamar na porta do velho "FRAGIL". Uma  Lisboa, que espreitava a noite, furava convenções, vivia sensações, partilhava olhares, sorrisos, gargalhadas, cumplicidades. 

Um tube construído on line. Uma construção com paixão (eu acho)


5 comentários:

via disse...

É do tempo da Anamar à porta do Frágil? Estamos a falar de anos 80.Eu sou desse tempo.

cs disse...

somos contemporâneas :)

fj disse...

interessante, uma espécie de fado com sonoridade do velho oeste.

(anamar à porta do frágil? olha outro aqui... :-))

sónia silva disse...

chiiii, que saudades do velho frágil!

:))

cs disse...

Sonia

eu tb. :)