quinta-feira, 17 de maio de 2012

Perdoem-me uma asneirinha!











Ele levantou-se pelas 7h, como todos os dias no período de aulas, tomou banho, vestiu-se (hoje veio perguntar se ficava bem a roupa que tinha escolhido -isto de ter 14 anos é muito difícil - embrulhou o croissant em prata, bebeu o leite a correr, escovou os dentes e pegou na barra de cereais para o caminho e saiu com um beijo de raspão e um :-Já estou atrasado, Mãe!

A porta bateu e eu pensei: caraças, ele ainda não percebeu como está fod**** para o resto da vida dele. Mer**** de sociedade que lhe vou deixar!

Hoje não acordei com espírito positivo.


Deprimi, fui fazer uma caminhada e escrevi um post. Agora?

Agora vou aos meus afazeres de humana anatomicamente evoluída e socialmente  integrada

cs

3 comentários:

fj disse...

gostei. apesar do realismo do tema.
:-)

cs disse...

fj

o realismo deprime, às vezes :(

bjoca

Angela disse...

Calma, eles já vieram com instruções adequadas a seu tempo...
linda sua preocupação. Uma delícia o peanuts. Que todos os nosso pequenos consigam esta felicidade escandalosa até que ela possa ser mansa.