quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Nuno Crato



Aquilo que o Ministro Nuno Crato fez como o mais alto responsável pela educação não se faz.

É um exemplo de má educação , de má formação e, sobretudo, defrauda as expectativas de quem se esforça para ser bom.

Um péssimo exemplo.

8 comentários:

Carlos Azevedo disse...

Completamente de acordo. Ainda não escrevi nada sobre o assunto porque nem sei bem como abordá-lo sem ser extremamente mal educado!

(e eu nem sequer sou favorável à existência de prémios de natureza pecuniária; mas, isto não se faz -- ponto)

Carlos Azevedo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos Azevedo disse...

Não sou favorável à atribuição de prémios de natureza pecuniária aos melhores alunos, mas isto não se faz -- ponto.

Carlos Azevedo disse...

E, para ser sincero, ainda me custa mais por causa disto.

Benedita disse...

Um passo muito infeliz, de facto...

cs disse...

Carlos
Eu gosto do Nuno Crato. Mas aqui não gostei da explicação. Nada mesmo:))

cs disse...

Benedita
Uma tonteria é o que acho e um mau exemplo para quem é a cara da formação em Portugal. Além do mais um erro que vai ser aproveitado das maneiras mais idiotas como a da OM que vem provar que não dá ponto sem nó.

Bjocas :))

mfc disse...

Quem não sabe ser popular (por formação e idiologia), consegue facilmente ser popularucho!