terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Crónica de uma Morte Anunciada , de Paulo Pinto

Na altura assassínio de Carlos Castro postei aqui um texto que passado umas horas retirei. Senti que não tinha conseguido em palavras transcrever a minha opinião. Odeio ser injusta .
Hoje encontrei AQUI um texto que transcreve muito do que penso e uma caixa de comentários muito interessante.

2 comentários:

Angela disse...

Excelente crônica, análise perfeita dos preconceitos que não existem apenas em Portugal.
Apreciei ler.

cs disse...

Angela

A verdade é que o preconceito sempre me aborreceu, e ele existe e é transversal.