quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Baudelaire, Lês fleurs du mal

Publicado em 1992, pela primeira vez, na integra. Sem nenhuma amputação.


Eu sou a ferida e a faca! [Je suis la plaie e le couteau!]
Eu sou a bofetada e a cara que apanha! [Je suis le soufflet et la joue!]
Eu sou os braços e a roda que tortura, [Je suis les membres et la roue,]
E a vítima e o carrasco! [Et la victime et le bourreau!]

Charles Baudelaire, (1857) em As flores do mal

até nas flores se nota a diferença de sorte: umas enfeitam a vida, outras enfeitam a morte”, Baudelaire

Tudo o que é proibido me vem fascinando. :)
.

2 comentários:

Jeune Dame de Jazz disse...

Algures pelo meu blog: "- Ô douleur! ô douleur! Le Temps mange la vie,
Et l'obscur Ennemi qui nous ronge le coeur
Du sang que nous perdons croît et se fortifie!"

Para mim é uma difícil a leitura em Francês...

Bípede Falante disse...

Maravilhoso!!
Realmente maravilhoso!