quarta-feira, 28 de julho de 2010

Edward Maya

.



Até ontem não fazia a mínima ideia de quem era Edward Maya. Aliás, confesso que fiquei preocupada comigo, quando vi uma centenas de borbulhas em corpos de adolescentes (incluindo o meu filho) a dançarem todas as músicas, e a trautearem todas as letras.

Verdade que as letras não são difíceis, ouçam, mas mesmo assim, eu que tenho a mania que ando informada senti-me uma grande ignorante.

E foi grande o meu espanto quando reparei como estavam todos treinados. Todos dançavam da mesma maneira. Um conjunto de sinais iguais, os dedos no ar, a pose semelhante, os cabelos, o mexer de ombros.

Sob pena de estar a ser pedante, mas a verdade, é que se via no meio daquilo tudo tanta falta de formação, que espero, para bem do meu filho, que daqui a uns anos a sintomatologia não seja a mesma para todos os que se abanavam freneticamente e compassadamente ontem na Expofacic.
.

Sem comentários: